REPORT FINAL
(26.10.2007)

“Move” foi o motivo da ModaLisboa|Estoril.

Se o tema foi o movimento, nada mais adequado que um balanço. A ModaLisboa|Estoril moveu-se e comoveu-nos.

O êxodo justificou o êxito. 40 mil visitantes fiéis seguiram o movimento da ModaLisboa da capital até Estoril e Cascais. E 40 mil fãs, como se sabe, nunca podem estar errados. Mas não havia que errar: por obra e graça da obra do designer Miguel Vieira Baptista (autor da cenografia), e com a parceria eficaz da CP, que valorizou a linha do Estoril em carruagens costumizadas, todos os caminhos foram dar à Cidadela de Cascais. 21 criadores nacionais, um Guest designer internacional (Isabela Capeto) e a marca Lion of Porches fizeram as honras, acompanhados pela imprensa nacional e internacional.

O número de jornalistas acreditados para o evento atingiu as 5 centenas: 50 dos quais eram jornalistas estrangeiros com créditos formados, representando títulos como o El Mundo, ID, Erika Palomino, Vanidad, Collezioni, Sport & Street, Glamour Itália, TV Globo, France 2 e France 3. Da imprensa nacional, é de realçar o acompanhamento de publicações como a Vogue, Elle, LuxWoman, MaxMen, Máxima, GQ, Dif, Neo2, Zoot, Volta ao Mundo, Evasões, Diário de Notícias, Público, Jornal de Notícias, Expresso, Sol e Semanário Económico, entre outras. Quem não conseguiu entrar, terá seguido os relatos pela internet, através de blogs em movimento como And This is Reality ou Miss Pearls e Corta-Fitas.

A Moda Lisboa|Estoril foi co-organizada pela Câmara Municipal de Cascais e a Junta de Turismo da Costa do Estoril, com o apoio do AICEP Portugal Global e da Associação de Turismo de Lisboa. Mil profissionais garantiram o triunfo da operação da ModaLisboa|Estoril no terreno. Ninguém terá dado por eles mas eles deram tudo – e por todos. Era preciso garantir que tudo e todos estavam no seu lugar, mesmo que o evento censurasse a indolência e proibisse os sedentários.

Refrescantes os lugares de transição e movimento natural da Cidadela, as esplanadas de luz entre a área social e o Showroom Fashion & Must Haves e a loja Goodbuy (um sucesso na estreia), ou o corredor de recreio que ligava à Sala Club (com as peças da TemaHome por Filipe Alarcão). O showroom, com 25 expositores e 350 compradores em trânsito, teve um crescimento significativo de 18 por cento de visitantes. Surpreendente a sala de desfiles, com bancadas em declive, e uma passerelle em truque ocular, providenciando o reequilíbrio das posições no espectáculo.

Mesmo o imponderável jogou a favor da ModaLisboa|Estoril: o tempo soalheiro, a inspirar a apresentação das colecções Primavera/Verão 2008. Agora já sabemos por que o Estoril é a Costa do Sol. Porque o sol gosta do Estoril.

 

 



 

 

CENOGRAFIA MODALISBOA|ESTORIL MOVE
(09.10.2007)


“Move” será o motivo da próxima ModaLisboa|Estoril. Um motivo que funcionou como desafio para o designer Miguel Vieira Baptista também “deslocar” a sua cenografia e agilizar aquilo que podemos considerar como performance de bastidores: o movimento neste caso será em direcção à Cidadela de Cascais, uma zona fortificada e sobranceira da baía que originalmente serve como elemento dissuasor ao visitante. “É curioso o facto de ter uma muralha, que não convida à entrada”, assinala Vieira Baptista.

Como se faz então o convite para atravessar o “fosso” psicológico sugerido pela muralha da Cidadela? Que espaço “livre” restará à ModaLisboa|Estoril nesta sua itinerância com quartel?

“Os espaços é que me informam do projecto. Se estivermos junto ao rio, será uma estupidez não aproveitar o espelho de água”, refere Vieira Baptista com conhecimento de causa (trata-se do seu décimo trabalho com a ModaLisboa, e todos eles foram sempre motivados pela logística e funcionalidade do público visitante e profissionais da moda). A diferença é que a Cidadela é um posto de defesa, não uma esplanada em diálogo harmonioso com o rio, como sugeriam os eventos da ModaLisboa nos Armazéns Terlis ou no 23 junto ao Tejo. Agora, o horizonte é Atlântico, não ribeirinho. “Por ser um forte, e não um open space, há mais dificuldades em criar circulações”. Mas com grande poder, aumentam as responsabilidades.

“Não sei se as pessoas vão perceber que na passerelle haverá referências formais com a Cidadela, mas é daqui que começo a trabalhar”, diz o designer. A passerelle, e a própria tenda de desfiles, assentará numa inclinação real que faz lembrar uma colina, sem remeter necessariamente para a vertigem de Lisboa. “A passerelle será como uma extensão do forte”, um trompe l’oeil da muralha e do rochedo, resistindo em propriedade horizontal enquanto as bancadas inclinadas criam degraus de espectáculo e expectativa.

A um nível lateral, mas não necessariamente marginal, a TemaHome, com Filipe Alarcão, será responsável pelos ambientes e espaços da sala de imprensa, showroom e sala Club. Todas as peças da TemaHome expostas poderão ser compradas ao longo dos quatro dias da ModaLisboa|Estoril.

E você, (co)move-se?

 

11/12/13/14 OUTUBRO 07
CIDADELA DE CASCAIS
VERÃO/ SUMMER 08

Apresentação Oficial das Colecções dos Criadores Portugueses.

Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Cascais, da Junta de Turismo da Costa do Estoril e da Associação ModaLisboa.

Apoio a Imprensa e compradores internacionais em parceria com o AICEP Portugal ao abrigo do projecto Internacionalização da Moda apoiado pelo PRIME

 

 

 

 

SHOWROOM
FASHION & MUST HAVES
(01.09.2007)

Temos de ter, temos de ver.
Os dados estão lançados: vir ao Showroom.
O jogo? Show & tell. Porque mostrar pode ser a primeira provocação, o último desafio, e o maior dos desaforos. Porque a montra do Showroom é a demonstração dos talentos imensos do Portugal criativo, de uma nação que se exprime para além da aventura da moda. E porque a Moda muda, os gostos transitam, e tudo se transforma.

O Showroom Fashion & Must-Haves é a plataforma comercial, o ponto de encontro do sector profissional, o risco do negócio antecipado entre as partes interessadas. Será as partes do todo, e todos por um objectivo: o sucesso.

“We must have!”. Ter é um direito que nos assiste na sociedade de consumo. Ter é querer, querer é poder e poder é liberdade. A liberdade de nos libertarmos, de soltar o espartilho, de criar uma nova cultura de gosto, de sair de casa, de mudar o endereço – ou adquirir novo adereço. No Showroom da ModaLisboa | Estoril, muitas coisas serão possíveis e nenhuma delas será possível sem as pessoas que fazem mover o mundo.

E você (co)move-se?

 

O Showroom Fashion & Must-Haves irá integrar os seguintes participantes:

Ach Brito
Add Up
Água de Coco
Alberto Felício
Aliança Artesanal
Anabela Baldaque
Bi-Silque
Boa Boca Gourmet
Brand View
Coq.Luxe
Fábrica do Rebuçado
Hermar by Sofia Almeida
ID Values
Koh-i-noor
Lion of Porches
Luís Buchinho
Luís Onofre
Melissa
Neuhaus
Nuno Gama
Odd Molly
Pianegonda
Ricardo Preto
Valentim Quaresma
White Tent

Horários
Sexta feira, 12 Outubro, 18-22H
Sábado, 13 Outubro, 16-22H
Domingo, 14 Outubro, 16-20H

 

11/12/13/14 OUTUBRO 07
CIDADELA DE CASCAIS
VERÃO/ SUMMER 08

Apresentação Oficial das Colecções dos Criadores Portugueses.

Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Cascais, da Junta de Turismo da Costa do Estoril e da Associação ModaLisboa.

Apoio a Imprensa e compradores internacionais em parceria com o AICEP Portugal ao abrigo do projecto Internacionalização da Moda apoiado pelo PRIME

 

 

 

 

“MOVE” SERÁ O MOTIVO DA PRÓXIMA
MODALISBOA | ESTORIL
(18.09.2007)

A Terra move-se, os continentes derivam, e a ModaLisboa
desloca-se. Da capital para Cascais, sem fugir ao centro e sem trair as suas linhas mestras. Pelo contrário, atraindo os seus fiéis seguidores, ou compulsivos detractores, para um novo desafio – na Cidadela de Cascais, antiga residência de verão de D. Luís, onde, durante quatro dias de Outubro, ficarão expostas as jóias da coroa da Moda nacional. Ao assalto, pois.

Cascais, a última estação, não é o fim da linha, mas o início de uma nova idade para a ModaLisboa. A última estação será apenas um novo apeadeiro, e este exercício uma espécie de renovação do seu novo bilhete de identidade,
ModaLisboa | Estoril. Mantém-se o atrevimento e a impertinência, a capacidade da ModaLisboa interpretar o tempo no seu tempo e rasgar as convenções, inventando novas primaveras aos verões. O check in será a 11 de Outubro, para uma movida de quatro dias sem retorno, antecipando as cores das colecções para a Primavera-Verão 2008.

Assim, muda-se de ares e a ModaLisboa | Estoril vai de malas feitas para onde a realeza do século dezanove passava o estio – com estilo. O que nos move? O movimento sem atrito, a errância da itinerância, a necessidade intemporal de mudar, antes que o demodée nos demova. Move-nos a imprevisibilidade do belo, a elegância sem idade, e o amor interrompido que ganha movimento através de um novo amor.

E você, (co)move-se?

 

11/12/13/14 OUTUBRO 07
CIDADELA DE CASCAIS
VERÃO/ SUMMER 08


Apresentação Oficial das Colecções dos Criadores Portugueses.

Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Cascais, da Junta de Turismo da Costa do Estoril e da Associação ModaLisboa.

Apoio a Imprensa e compradores internacionais em parceria com o AICEP Portugal ao abrigo do projecto Internacionalização da Moda apoiado pelo PRIME

 

 


 

 

MODALISBOA NO MUNICÍPIO DE CASCAIS
(05.06.2007)


Protocolo Estabelecido entre Câmara Municipal de Cascais, Junta de Turismo da Costa do Estoril e Associação ModaLisboa para os anos 2007, 2008 e 2009.

A próxima edição da ModaLisboa terá lugar no Município de Cascais, nos dias 11 a 14 de Outubro de 2007.

Considerando que a Costa do Estoril representa um destino de eleição em termos turísticos e culturais, e a ModaLisboa representa o maior acontecimento nacional na área do Design de Moda e da sua confluência entre as diversas áreas da criação artística e da cultura contemporâneas, foi formada uma parceria entre as três entidades, válida para o ano em curso e os dois seguintes.

Relativamente ao cumprimento do protocolo estabelecido entre o Município de Lisboa e a Associação ModaLisboa, referente à 29ª Edição da ModaLisboa, solicitou esta Associação resposta, face aos contributos tidos como absolutamente indispensáveis a prestar por aquele. Verificando-se a falta de resposta cabal à solicitação, considerou a Associação ModaLisboa não estarem reunidas as condições para prosseguir aquela cooperação.

Esta nova associação foi a resposta apropriada encontrada pela Associação ModaLisboa para assegurar o cumprimento dos compromissos já estabelecidos, bem como para garantir a continuidade da sua missão de desenvolvimento da Indústria de Moda nacional e promoção de Portugal no contexto das Indústrias Criativas.

Inicia-se assim um novo ciclo para a Moda nacional, viabilizado por dois parceiros de grande relevo institucional e turístico, a Câmara Municipal de Cascais e a Junta de Turismo da Costa do Estoril.